Diabético pode fazer tatuagem? Tire suas dúvidas e veja quais são os riscos

diabético pode fazer tatuagem
O mundo das tattoos gera muitas dúvidas e uma delas é: um diabético pode fazer tatuagem? Não há problema em um diabético fazer uma tatuagem, entretanto é necessário atenção para os casos mais graves. Ou seja, se a doença já afeta os rins, circulação, ou condições de neuropatia, não é aconselhável que você faça uma tatuagem, pois pode ser um procedimento muito perigoso e, além disso, até mesmo o seu tatuador irá recusar realizar o trabalho visando sua própria saúde e segurança.

Caso você tenha níveis elevados de açúcar em seu sangue, saiba que sua tatuagem não cicatrizará corretamente. Ou seja, você estará vulnerável a contrair infecções que podem resultar em doenças cardíacas e até gangrena. Para minimizar os riscos e tirar todas as suas dúvidas, marque uma consulta com o médico e realize um teste de hemoglobina AC1, isso determinará se a doença está sendo tratada corretamente e se é seguro para você fazer uma tatuagem.

Além de testar a glicose no sangue, é aconselhável que você se alimente muito bem antes de ir fazer a tattoo. Devido ao estresse e a dor causada no procedimento, fique ciente de que sua glicose no sangue poderá aumentar. Porém, dentro de um dia o nível de glicose deve voltar ao normal. Como sempre, procurar tratamento médico, se necessário.

Áreas mais indicadas para um diabético ter uma tatuagem

Normalmente, pessoas diagnosticadas com diabetes podem ter má circulação sanguínea, desse modo é recomendado que áreas com problemas circulatórios sejam evitados, sendo eles pernas, tornozelos e pés. Locais como antebraços, abdome e coxas, também devem ser evitados.

O pulso é um ótimo local para um diabético ter uma tatuagem. O peito também é uma boa opção, além disso, você pode considerar em fazer uma tatuagem que sinalize sua diabetes, afim de alertar os médicos em casos mais graves.

LEIA:  Remover tatuagem com laser: Como funciona, quanto custa, quais são os riscos, é a melhor opção?

Além do mais, o diabético pode fazer tatuagem já com os temas pré-definidos e/ou também adicionar outras influências na arte. Tatuagens com desenhos de âncora em Old School, se tornou a maior referência para aqueles que vivem nesta condição, ser diabético. Aqueles que têm um senso de humor diferenciado e juram que o açúcar faz bem para sua saúde, tatuam desenhos coloridos em New School de doces como cupcake ou donuts recheados por exemplo. Entretanto, há diversas outras formas de demonstrar o problema.

Outra opção para quem deseja aumentar a conscientização tanto para diabetes na infância ou no início da idade adulta é fazer uma fita. Normalmente, essas fitas são tatuadas em forma de loop infinito e com algum detalhe extra. Se deseja passar aos outros esperança e proteção, tatue junto a fita asas de anjo. Tatuagens caligráficas podem ajudar a inspirar um compromisso com a sua saúde.

O diabético pode fazer tatuagem de diversas formas e gestos para demonstrar a doença pros demais, basta soltar a imaginação e fazer o desenho em seu corpo. Se deseja obter mais informações sobre diabetes e determinar o risco de se fazer uma tatuagem, basta acessar o site da Sociedade Brasileira de Diabetes aqui.

Diabético pode fazer tatuagem? Tire suas dúvidas e veja quais são os riscos
Gostou? Então Vote!