Skip to content

Tudo sobre a tatuagem na terceira idade

tatuagem na terceira idade

É complicado percebermos que até os dias de hoje as tatuagens são associadas a marginalidade no Brasil. Quantos casos já não tivemos de pessoas, buscando uma vaga de emprego serem “deixadas de lado” por portarem em sua pele um desenho? E o pior, na maioria das vezes, esse é um preconceito velado e que nós nem percebemos. Esse cenário tem mudado, felizmente, hoje a restrição aos tatuados é infinitamente menor em relação a tempo anteriores, porém um caminho ainda deve ser seguido. Ou seja, as opiniões à cerca das tatuagens são bastante divididas.

Agora, pense neste cenário, em uma pessoa da terceira idade. Muito desse pensamento marginalizado da tatuagem vem dessa ideia mais conservadora e antiga. Por isso, a imagem da tatuagem naturalmente é mais associada ao jovem. Aliás, é bem comum que pessoas tatuadas recebam a famosa pergunta: “Como você teve coragem de fazer isso? E daqui a alguns anos quando estiver mais velha(o)? Vai ter que ficar com esse desenho no corpo.”

O fato é que a sociedade ainda não associa bem a tatuagem como uma maneira de se expressar ou uma arte. Muito menos com a possibilidade de alguém da terceira idade possuir uma em sua pele.

Tudo sobre a tatuagem na terceira idade

A tatuagem como representação

O que as pessoas as vezes não pensam é nos motivos que leva alguém a fazer uma tatuagem. Um jovem geralmente não desenha algo em seu corpo aleatoriamente, escolhemos uma imagem que remete algo em nossa vida, seja um acontecimento ou até um traço de nossa personalidade e decisões. E foi exatamente isso que motivou a aposentada Sirlei a fazer sua tatuagem. Incentivada por seu afilhado, Sirlei contou para o site jornalibia o que a fez escolher a pantera como a imagem em sua tatuagem.

Naquela época eu era muito braba. Ainda sou. E o pessoal sempre dizia que eu era igual uma pantera. Quando eu vi o desenho no estúdio logo me lembrei disso”, comentou. A tatuagem foi feita em seu braço, indo com ela onde estiver.

E não foram poucas as pessoas que se preocuparam com a obra em seu braço. Nada que afete a aposentada que comenta:

— “Sempre tem alguma crítica. Acham que porque é velha, não pode ter. Eu não dou bola”.

O caso da Sirlei é apenas um, mas que simboliza bastante que o incentivo para se fazer uma tatuagem pode vir de qualquer sentimento, lembrança ou representação, e isso ocorre independentemente de idade. Portanto, devemos nos preocupar em estar bem consigo.

Leia também:

Cuidados necessários em tatuagens para idosos

Não existe contra indicação alguma para se fazer tatuagens em idosos, porém algumas características da pele mudam com os anos. Assim, alguns cuidados a mais serão necessários. Quando chegamos próximo dos 60 anos, nossa pele naturalmente vai perdendo colágeno, além de outras substâncias. Comprometendo portanto, sua estruturação e manutenção.

Segundo especialistas,  o tatuador deve estar preparado para trabalhar com a tatuagem na terceira idade. Tendo o conhecimento de técnicas e produtos que serão indicados para a aplicação nesse público. Pomadas fazem o auxilio no processo de cicatrização das feridas após a tatuagem, agilizando a melhora. Porém seu uso deve ser contido, afinal excesso do mesmo poderá tirar tinta do desenho.

Ainda, considerando a fragilidade presente na pele dos idosos,  que apresentam um corpo mais ressecado, o uso de sabão antibacteriano e protetor solar na tatuagem é algo considerado obrigatório.

A queda de um tabu

O exemplo citada acima, é apenas um dentre vários idosos que deixaram de lado o preconceito e a preocupação das “opiniões alheias” de lado. O número de pessoas na terceira idade que buscaram fazer tatuagem nos últimos anos cresceu consideravelmente.

E, entre eles, os desenhos escolhidos tem geralmente a ver com algum fato ou lembrança de vida. Resolvendo então fazer uma homenagem a esse acontecimento ou fato. Marcando-a para toda sua vida.

Conclusão

Não existe idade para se fazer tatuagem, qualquer hora é hora para tatuar em sua pele uma imagem que remete algo importante em sua vida. Um desenho que consiga representar para você, algo.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe ele então com seus amigos e familiares. Nos ajude a divulgar nosso conteúdo. E fique por aqui, temos muitos artigos sobre emas diversos voltados a tatuagens. Por exemplo, você sabe como funciona todo o processo de cicatrização de tatuagens, bem como os cuidados necessários? Se não, clique aqui e descubra!