Tatuagem podem prevenir o câncer de pele? Verdadeiro ou Falso?

tatuagem câncer de pele
Há algum tempo, surgiu uma dúvida em muitas pessoas, está duvida era: Verdadeiro ou Falso: Os pigmentos das tatuagens podem evitar que o tatuado contraia câncer de pele? Bom, quem acha que isto é falso e que qualquer pessoa tatuada ou não pode contrair câncer de pele, está certo. Vejamos o porque.

Pessoas tatuadas e o câncer de pele

Na teoria, pode parecer lógico que as tatuagens podem cobrir a pele e de fato, protegê-la da exposição UVA e UVB principais fatores que podem ser prejudiciais a pele e causar o câncer de pele. Afinal, muitas tatuagens cobrem grande parte do corpo com a tinta, e isso faz com que as muitas pessoas acreditem que as chances de desenvolverem câncer de pele são minimas ou até nulas.

Entretanto, na verdade, pessoas com pele tatuada são mais propensas a desenvolverem cancro na pele. Assim como as pessoas com pele mais escura podem desenvolver câncer de pele, pele tatuada também são suscetíveis à penetração dos raios UV. Sendo assim, o mais aconselhável é tomar ações afim de se prevenir dos raios solares, para isso utilize protetores solares com fatores de proteção alto (SPF) ou vestuário de proteção, além de não ficar exposto ao sol por muito tempo.

O que acontece é que as tatuagens podem, de alguma forma, esconder a presença do câncer em diagnósticos e tratamentos. Pesquisadores da Alemanha realizam um estudo publicado em 2013 no JAMA Dermatology, onde analisaram um caso de um homem de 29 anos que desenvolveu melanoma em uma toupeira pré-existente que foi coberto por uma tatuagem.

A existência do melanoma foi escondido até que o sujeito foi submetido a tratamentos de remoção de tatuagens a laser. Após esse estudo, surgiram 16 outros casos semelhantes relatados em vários outros estudos médicos.

LEIA:  Principais mitos e verdades sobre cicatrização da tatuagem

A boa notícia é: não existem evidências de que tatuagens (ou tinta de tatuagem) aumentem o risco de a pessoa desenvolver câncer de pele. “Para os pacientes que já tiveram melanoma ou outra forma de cancro de pele; as tintas utilizadas em tatuagens nunca foram mostrados para aumentar o seu risco de recorrência. Pessoas que tiveram câncer de pele são sempre em maior risco de desenvolver câncer de pele futuros, mas tatuagens não aumentar esse risco”.

Portanto, se este era o receio que te prendia de fazer uma nova tatuagem, esperamos tê-lo ajudado. Como dito antes, o principal é se proteger de todas as formas possíveis para minimizar cada vez mais a probabilidade de desenvolver câncer de pele e/ou outras doenças/infecções na pele.

Tatuagem podem prevenir o câncer de pele? Verdadeiro ou Falso?
Gostou? Então Vote!