Problemas com tinta de tatuagem podem causar alergias e infecções graves, dizem dermatologistas

problemas com tinta de tatuagem
A cada dia que passa a procura por tatuagens cresce e ganha mais popularidade, principalmente entre os jovens adultos. E pensando nisto, os dermatologistas observaram o aumento das complicações com o procedimento e, até mesmo, problemas com tinta de tatuagem.

Na realidade, o Centro de Pesquisa Pew constatou que 36% da população americana com idade entre 18-25 anos, tem algum tipo de tatuagem pelo corpo. E observou que as principais reações alérgicas, infecções graves e de reações a tinta de tatuagem podem imitar o câncer de pele.

Problemas com tintas de tatuagem

De uns anos pra cá, a composição das tintas de tatuagem obtiveram uma mudança drástica. Antigamente, os sais de metais, chumbo, cobalto, e de carbono foram utilizados em tintas. Porém, nos dias de hoje, existem tinta que contêm em sua composição corantes azo orgânicos com pigmentos à base de plástico também utilizados em industriais em impressão, têxteis e pintura do carro.

O Dr. Shinohara, adverte que há diversas incógnitas sobre como essas tintas possam interagir com a pele e dentro do corpo e, se elas são responsáveis por um número crescente de complicações.

Reações alérgicas

  • Reações alérgicas podem ocorrer após dias, meses e até mesmo anos após sua tatuagem estar feita. Seus principais sintomas são coceira, inchaços ou até erupções cutâneas. Uma pomada tópica de esteróides pode lhe ajudar a conter estas reações.
  • Nos casos em que ocorre uma reação alérgica meses ou anos mais tarde, a pessoa afetada pode não suspeitar que a tatuagem é o culpado.
  • Pessoas que tenham psoríase e eczema, é importante saber que as tatuagens podem causar condições crônicas da pele a incendiar.
  • Além disso, a pessoa pode apresentar sinas de sarcoidose (uma desordem auto-imune caracterizada por inchaço e prurido) isso pode ocorrer anos após a tatuagem feita e podem envolver outros órgãos, tais como os pulmões ou olhos. Sarcoidose não é causada exatamente pela tatuagem em si, porém pode se mostrar dentro da arte. Neste caso, é imprescindível que um médico seja procurado. No entanto, o tratamento inclui pomadas tópicas e, nos casos mais graves, medicamentos imunossupressores.
LEIA:  Principais mitos e verdades sobre cicatrização da tatuagem

Câncer de pele

O cancro de pele pode surgir dentro de uma tatuagem, e por isso, é preciso que o tatuador tenha cuidado ao tatuar sobre uma toupeira existente, explica o Dr. Shinohara. Entretanto, há uma reação causada por colisão que imita o câncer de pele e que é muito difícil de ser distinguida, e isto pode arruinar sua tatuagem.

  • Esta colisão ou lesão é conhecida como carcinoma de células escamosas. A reação pode surgir dentro do desenho e ser confundida facilmente com um tipo de câncer de pele. Desse modo, é necessário que o paciente faça uma biópsia para distinguir e, em alguns casos, pode ter de ser tratado como um cancro da pele, com uma cirurgia adicional.

Infecções

Há diversas infecções relacionadas com a tatuagem e, algumas delas podem representar sérias complicações para a saúde. As mais comuns são infecções bacterianas localizadas. Porém, existem relatos de pacientes com sífilis e hepatite B e C que foram transmitidos através de práticas não-estéreis. Entretanto, o Dr. Shinohara descobriu que as reações também podem ser problemas com tinta de tatuagem, e não apenas dos instrumentos mal esterilizados.

  • Além disso, quando um paciente é atingido por uma infecção de microbactérias atípicas, os principais sintomas são coceira, pústulas dolorosas e inchaços vermelhos durante o primeiro mês da nova área tatuada. Para este tipo de infecção o paciente pode realizar uma biópsia da tatuagem e as bactérias são tratadas. Este tipo de bactéria é o mais difícil de ser tratado. Já as bactérias estafilococos são fáceis de serem curadas e exigem apenas que o paciente tome uma série de antibióticos orais para limpar a infecção.

Dicas para minimizar reações e problemas com tinta de tatuagem

  • Procure um tatuador profissional qualificado e que é licenciado com base em requisitos de um estado.
  • Observe se os equipamentos estão em embalagem estéril.
  • Caso você tenha um histórico de reação a tatuagem é importante que você avise o tatuador, afim de minimizar os riscos.
  • Aqueles com uma condição crônica da pele, como a psoríase, eczema, ou uma tendência para queloides deve verificar com um dermatologista quais os possíveis riscos de fazer uma tatuagem.
  • Evite tatuagem sobre uma toupeira porque vai torná-lo mais difícil de diagnosticar um problema se a toupeira muda no futuro.
LEIA:  Remover tatuagem com laser: Como funciona, quanto custa, quais são os riscos, é a melhor opção?

Mesmo após seguir corretamente todas as dicas citadas acima você apresentar quaisquer tipo de problemas com tinta de tatuagem, procure um médico especialista o mais rápido possível.

Problemas com tinta de tatuagem podem causar alergias e infecções graves, dizem dermatologistas
Gostou? Então Vote!