Skip to content

Qual melhor material para piercing? Aço Inoxidável, Titânio ou Ouro?

Qual melhor material para piercing? Aço Inoxidável, Titânio ou Ouro

Piercings e tatuagens são modificações corporais realizadas por milhares de pessoas no mundo todo. Mesmo com milhares de adeptos a técnica, ainda existem muitas pessoas que têm receio de colocar um piercing por conta de rumores atrelados a infecções e reações alérgicas.

Mesmo que a limpeza e os cuidados posteriores com o piercing sejam suficientes para diminuir significativamente os riscos de infecções, o material utilizado para construir as suas jóias também é um fator importantíssimo quando o assunto é as possíveis reações alérgicas e complicações.

Se você está pensando em colocar um novo piercing e tem dúvidas de qual melhor material para piercing, você está no lugar certo! Piercings podem ser feitos de diversos materiais diferentes, cada um deles com suas determinadas vantagens e riscos associados, no entanto, quando falamos de piercings, o aço inoxidável, titânio e ouro se descantam. Entenda qual é a melhor opção para o seu corpo.

Piercing em aço inoxidável

O aço inoxidável é o metal mais comum para fabricação de jóias para o corpo, embora existam diversas formas de comercializar o aço inoxidável, o 316L e 316LVM são os únicos tipos de aço inoxidável aprovados e assegurados para uso em jóias corporais, como o piercing.

O aço inoxidável é uma ótima opção para quem deseja colocar uma nova jóia de piercing. Utilizar o aço inoxidável para o seu piercing te trará diversas vantagens, dentre elas, é que ele é relativamente mais barato do que as outras opções.

No entanto, uma das desvantagens desse tipo de aço é que ele contêm níquel (liga que dá ao aço inoxidável resistência à ferrugem e corrosão) uma substância que, em alguns casos, pode causar reações alérgicas. Outra desvantagem é a tendência maior de acumular ou dispersar calor do que o titânio e o ouro. Ou seja, no verão/calor ele fica mais quente e no inverno/frio mais gelado, podendo então causar algum tipo de desconforto.

Piercings em titânio

O titânio sem dúvidas é a melhor alternativa custo x benefício que podemos ter em relação aos piercings corporais. Assim como o aço inoxidável, o titânio possui diversas classificações disponíveis e compatíveis com implantes corporais. A classificação mais recomendada para uso em piercings é a G23 (6AI4V ELI), que é biocompatível (amigo do seu corpo), resiste e não contém níquel.

Em comparação com o aço inoxidável, os piercings em titânio tem algumas vantagens, sendo elas: é mais leve, mais resistente, confortável e quase que sem riscos de reações alérgicas.

Piercings em ouro amarelo ou branco

O ouro é um dos metais naturais mais quimicamente inertes e biocompatíveis que existe. Este tipo de material é mais indicado para pessoas com a pele muito sensível. Em seu estado puro – 24 quilates –, o ouro pode até ser usado em novos piercings.

No entanto, em seu estado puro o ouro é extremamente caro e por isso os fabricantes adicionam liga em ouro ou metal para produzir jóias corporais e diminuir o preço. Com isso, o piercing acaba se tornando mais propenso a causar irritações ou infecções.

É fato que pircings em ouro são bonitos e chamam a atenção de qualquer um, porém seu uso (misturado) deve ser usado apenas em piercings cicatrizados e com cuidado.

Qual melhor material para piercing? Aço Inoxidável, Titânio ou Ouro

Mas, afinal, qual o melhor material para piercing?

Escolher o melhor material para piercing está ligado totalmente à escolhas pessoais e à predisposição do indivíduo. Pessoas que não são propensas a reações alérgicas e se sentem confortáveis utilizando jóias menos luxuosas, podem optar pelo aço inoxidável e o titânio. Dentre eles o titânio detém a vantagem de ser mais leve, resistente e confortável.

Para os indivíduos que têm pele mais sensível e mais vulnerável à reações alérgicas e infecções, o ouro pode ser uma boa alternativa. Além de ser mais esteticamente agradável que as outras duas classes de metal, o ouro também tem um símbolo de status de ser de ponta.

Materiais não recomendados para piercing

Prata esterlina: Em hipótese alguma utilize um piercing que o corpo da jóia (parte que fica dentro da sua pele) seja feita de prata. Pratas mancham quando entram em contato com os fluidos corporais, e estas jóias podem facilmente te contaminar e causar infecções e reações alérgicas. Você pode usar prata como um “charme” que é colocado no final ou ponta da jóia, desde que certifique-se que não é alérgico e que o corpo da peça seja feito de aço inoxidável ou titânio.

Banhado ou metal mistério: Assim como o aço inoxidável de baixa qualidade, qualquer tipo de jóia corporal “fantasia” ou “chapeada” vai ser um risco à sua pele e saúde. Escolher entre os melhores materiais para piercing é ter certeza de que  você ficará livre de irritação e infecção.

Lembre-se piercings, geralmente, atravessam a sua pele e ficam dentro do seu corpo, portanto é preciso tomar todo o cuidado necessário na hora de escolher o melhor material para piercing. Mesmo que seja tentador comprar jóias mais baratas e bijuterias, você deve pensar primeiro na sua saúde e bem estar.

Qual melhor material para piercing? Aço Inoxidável, Titânio ou Ouro?
Gostou? Então Vote!