Skip to content

Depilação a Laser na Gravidez: Quais os riscos para a mãe e bebê?

Depilação a Laser na Gravidez: Quais os riscos para a mãe e bebê

O fato é que as mulheres não gostam de ter pelos em muitas partes do corpo e por este motivo recorrem a diversos métodos e técnicas de remoção de pelo para conseguir se livrar dos cabelos indesejados que afetam sua autoestima. Mesmo quando a mulher está grávida a necessidade de eliminar estes pelos continua.

Durante a gravidez, o corpo sofre diversas mudanças físicas e emocionais. As alterações hormonais neste período fazem com que os pelos cresçam muito mais rápidos. Além disso, é comum que mulheres grávidas notem que tenham pelos em lugares que nunca tiveram antes como, por exemplo, seios e rosto. O excesso e o crescimento avançado pode ser mais notado em locais, como axilas, pernas e partes íntimas.

Por conta da gravidez – que impede que as mulheres façam alguns movimentos – se depilar sozinha com uma lâmina ou cera, fica cada vez mais difícil. Neste caso, têm duas opções: procurar alguém para ajudar ou buscar métodos que removam os pelos por um longo período de tempo, se não permanente.

A depilação a laser, é uma ótima alternativa para eliminar os pelos indesejados durante o tempo de gravidez. Há quem diga que não tem problema em fazer a depilação a laser na gravidez, porém existem as pessoas que não aconselham. Se você quer saber se é ou não aconselhado se depilar a laser na gestação, continue a leitura desse artigo.

Consideram depilação a laser na gravidez

Muitas pessoas são a favor e não vêem problema algum em mulheres grávidas se submeteram a depilação a laser. Aqueles que apoiam o procedimento no período de gestação apontam que os feixes de luz do laser transmitidos durante o tratamento penetram apenas alguns centímetros da pele.

Além do mais, os feixes de luz do laser não representam riscos graves para a saúde do paciente, uma vez que são direcionados para atingir apenas a raiz do cabelo. Quando realizado por um profissional seguro e qualificado, a probabilidade de dano a pele por conta da depilação a laser é ainda menor.

Contrários à depilação a laser na gravidez

É muito provável que a mesma porcentagem de pessoas que não apoiam a depilação a laser na gravidez seja igual ao número das que consideram. Também é comum que diversas clínicas especializadas em remoção a laser não realizem este procedimento em mulheres grávidas deviso aos possíveis riscos associados.

A principal preocupação são as possíveis complicações consequentes da reação cutânea que podem se agravar para um problema de saúde após a realização do procedimento. É preciso estar ciente das possíveis complicações atreladas ao procedimento que podem ocorrer após a aplicação.

Riscos associados a depilação a laser na gravidez

Algumas pessoas que se submetem ao tratamento a laser podem apresentar coceira ou sentimento de queimação na região de aplicação. Este risco pode se tornar mais pronunciado entre as mulheres grávidas, uma vez que a pele está mais sensível.  Além disso, gestantes também encaram outros problemas ao longo do tratamento, como reações na pele e ardor, o que pode se tornar algo grave e colocar a vida do bebê em risco sem necessidade.

No entanto, até o momento, nenhuma pesquisa profunda foi realizada sobre os possíveis efeitos colaterais da depilação a laser em gestantes. Um dos principais motivos é que milhares de mulheres grávidas se quer pensam em remover pelos durante este período. A grande maioria considera está fase temporária causada pelo aumento de hormônios. É muito provável que o excesso de pelos nas partes suma após o nascimento do bebê. Por isso, não resultados concluídos.

Você precisa saber…

Se você tomar a decisão de realizar a depilação a laser na gravidez, é importante que você evite fazer a aplicação do laser ao redor do abdômen e da região dos seios. Pois estas região com certeza estão mais sensíveis quando você é gestante. 

Se realmente os pelos que cresceram se tornaram extremamente indesejáveis a ponto de você desejar removê-los a qualquer custo, busque uma alternativa de depilação que dê segurança a você e principalmente ao seu bebê.

Além disso, muitos especialistas e técnicos lasers dizem que é melhor evitar a luz laser verde no caso de mulheres, elas podem causar danos graves. Apesar de tudo, a melhor opção é conversar com um profissional qualificado e tirar todas as dúvidas antes de realizar a depilação a laser na gravidez.

Sendo assim, a depilação a laser no período gestacional continua a ser um assunto controverso. Embora o tópico necessite de diversas pesquisas, a maioria das pessoas é contra a ideia de submeter mulheres grávidas a esse tratamento. Os possíveis riscos associados para a mãe e o bebê desencorajam grande parte das mulheres que pensam em realizar o tratamento.

Depilação a Laser na Gravidez: Quais os riscos para a mãe e bebê?
49 votes