Skip to content

Micropigmentação Capilar: O que é, como funciona e como removê-la?

Micropigmentação Capilar

Tudo sobre a micropigmentação capilar. A calvície é um problema que afeta homens e mulheres pelo mundo. E é um tanto quanto frustrante se ver no espelho sem nenhum fio de cabelo sequer, principalmente quando nos referimos as mulheres. Esse problema pode ter efeito negativo na autoestima, afinal de contas o cabelo não é apenas uma moldura para o nosso rosto.

Um estudo realizado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte fez um levantamento comprovando como a falta do cabelo pode afetar a forma como as pessoas se identificam, a ponto de ficarem mais reclusas dentro de suas casas, por vergonha da sua condição atual. A publicação foi feita pela revista Equatorial.

A tecnologia tem nos últimos anos mudado a forma como nós realizamos procedimentos estéticos. A cada dia surge uma novidade, menos invasiva e de resultados mais satisfatórios. A micropigmentação capilar (também conhecida como dermopigmentação) é um destes procedimentos. Mas você sabe o que ela é? Como é realizado o processo? Como ele pode ser removido? Fique tranquilo, iremos explicar tudo isso agora, continue a leitura.

O que é a micropigmentação capilar?

A micropigmentação capilar veio justamente para amenizar os efeitos causados pela calvície. Tanto em sua forma estética e física quanto na parte emocional. Ela na verdade pode ser definida como uma espécie de “camuflagem”, por assim dizer, digo isso pois a técnica se resume em escurecer o couro cabeludo da pessoa. O objetivo é disfarçar a falta de cabelo, cobrindo toda as imperfeições. É um procedimento que consegue colher resultados satisfatórios para seus pacientes.

Porém, é importante dizer que esse é um procedimento de resultado quase permanente, ou seja, é preciso tomar muito cuidado com o profissional a ser contratado. Um médico qualificado, com experiência nesse tipo de procedimento deve ser escolhido.

Como funciona o micropigmentação capilar?

A partir de microagulhas, o profissional aplica uma espécie de tinta escura, que irá simular o cabelo em seu crescimento. Ela não pode ser considerada uma tatuagem pois atinge uma camada mais superficial da pele. Fazendo a criação da camuflagem e dando a impressão que o individuo possui mais cabelo.

Justamente por se tratar de uma camuflagem, a primeira etapa para o procedimento é colher a coloração exata do seu cabelo, afinal de contas “errar na mão” aqui seria uma tragédia. Tendo a tonalidade certa em mãos, o profissional também irá fazer uma análise sobre a possível necessidade em cortar o cabelo do paciente ou não.

Toda as etapas do processo de micropigmentação capilar costuma demorar alguns bons dias, o tempo pode variar de acordo com o número de sessões necessárias, elas são definidas de acordo com a intensidade da queda de cabelo. Além de que, as aplicações precisam ser feitas entre intervalos de 20 dias, tudo para trazer mais segurança ao paciente, tanto em sua saúde, quanto na preocupação de que o resultado será satisfatório.

Leia também:

Quais são as principais vantagens da micropigmentação?

O aumento na qualidade de vida do paciente tendo sua autoestima de volta talvez seja o fator mais importante. Outra questão que deve ser levantada é o preço econômico que o processo possui, além de fornecer resultados duráveis e ser pouco invasivo. Mas separamos esse pontos positivos em alguns tópicos, vamos lá.

Economia

O custo benefício da micropigmentação pode ser considerado ótimo. Não podemos dizer que seu valor não pesa no bolso da maioria dos brasileiros. Mas levando em consideração a sua durabilidade, benefícios e eficácia, os resultados são muito satisfatórios.

Durabilidade

Essa é uma técnica de grande durabilidade. É bem verdade que alguns processos de manutenção serão necessários para preservar o bom resultado. Fatores externos irão determinar a sua durabilidade e a periodicidade na qual essa manutenção deverá ser feita. A exposição ao sol, idade do paciente, tipo de pele, questões fisiológicas e cuidados durante o procedimento são os principais fatores determinantes.

Para aqueles que perderem cabelo com muita facilidade. O processo terá que ser realizado novamente em um período de tempo menor. Isso porque a medida que o cabelo for caindo, novas falhas no cabelo ficarão visíveis.

Não é invasivo

Um processo considerado não invasivo, é aquele que consegue proporcionar resultados rápidos e eficientes. Isso sem a necessidade de longos períodos de recuperação ou o risco de infecções após o tratamento.

Micropigmentação Capilar como funciona

É possível remover a micropigmentação capilar?

Sim, existem técnicas que conseguem fazer a remoção. Uma delas é a chamada despigmentação a laser, neste processo um laser irá se concentrar em cada depósito de pigmento. Assim, cada um destes pigmentos serão “espalhados” pelo couro cabeludo, devido ao calor proporcionado pelo laser e localizado em seu centro.

Esse processo inicialmente irá deixar marcas esbranquiçadas na cabeça do paciente, mas logo elas serão substituídas por outras marcas, mais avermelhadas. Apenas após algumas semanas o couro cabeludo irá voltar para a sua coloração natural. E ainda, caso uma sessão não seja suficiente para eliminar a micropigmentação, será necessário ainda aguardar 6 semanas para novamente fazer o procedimento.

Observe que todo o processo de remoção da micropigmentação capilar pode ser consideravelmente trabalhoso. É por isso que pesquisar a clínica, bem como o médico que participarão do procedimento passa a ser tão importante.

Gostou do conteúdo? Então dê uma conferida no nosso artigo sobre remoção de tatuagens clicando aqui.